quarta-feira, 12 de junho de 2013

Chevrolet Opala

A NOVA VELHA JOIA DA CHEVROLET

O Chevrolet Opala foi o primeiro automóvel da GM no Brasil. Ficou no mercado por 23 anos e colecionou admiradores e fãs - inclusive eu. Não é raro encontrar pessoas que gostariam que a "Velha Joia" da GM fosse vendida hoje representando tudo o que ela já foi no passado: luxo, esportividade e status. É por isso que apresento a sua versão moderna, o Novo Chevrolet Opala. 

Dentro do portifólio dos atuais produtos da Chevrolet, com os sedans Malibu e Omega preenchendo de certa forma o espaço deixado pelo Opala, a proposta é que o Novo Opala se apresente como um cupê  de entrada da marca americana, abaixo de Corvette e Camaro. O modelo não chega a ser "retrô", pois traz as linhas da última linguagem visual da Chevrolet. Apesar disso, carrega fortes características do modelo vendido entre 75 e 79 (meu favorito, pois meu pai teve um desse), o qual me baseei para a projeção. O grande destaque do carro, a carroceria fastback sem a coluna central se faz presente. Repare que o capô traz os três vincos marcantes do modelo 75. Os faróis seguem a tendência atual da Chevrolet e possuem uma parábola e piscas que remetem ao modelo em questão. Curiosamente a larga grade que possui o desenho dos Chevrolets mais modernos acaba coincidentemente sendo uma releitura da grade do Opala 75.

As grandes rodas marcam a lateral juntamente com a famosa linha de cintura "garrafa de Coca-Cola". A borda superior do porta-malas forma um aerofólio. As lanternas duplas também estão lá, só que agora em formato retangular. Antena shark e saída dupla de escapamento reforçam o visual esportivo do Opalão. A cor dourada é uma singela homenagem ao Opala que meu pai teve que era exatamente nesta cor, muito comum na época mas rara nos dias de hoje.

Mecanicamente, ele permaneceria com a tração traseira e opção de motores de 4 e 6 cilindros. O 4 cilindros é o 2.4 Ecotec (175cv) e o 6 cilindros é o 3.6 V6 do Omega (290cv). Esses motores estariam disponíveis em 3 versões de acabamento: LT, LTZ e Comodoro (top de linha). Abaixo você confere uma estimativa de preço:
LT 2.4 16V, 175cv - R$ 79.500
LTZ 2.4 16V, 175cv - R$ 85.000
Comodoro 3.6 V6 aut., 290cv - R$ 102.000

Principais concorrentes: Hyundai Veloster, Kia Cerato Koup.

Espero que tenham gostado. Mas o projeto do Novo Opala não para por aí. A família irá crescer com a presença de mais 3 integrantes, sendo um deles uma variação inédita! Não percam.





7 comentários:

Rodrigo Losano de Camargo disse...

Adorei esse novo Opala ! ficou D+ cara . O mais legal foi a traseira com as lanternas separadas . Abs

Designer Fillipe disse...

Obrigado Rodrigo. A ideia inicial era usar lanternas circulares, mas essas quadradas combinam melhor com a atual linguagem visual da Chevy.
Abraço

Vinícius Marx disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Pedro Herrique disse...

Uma pena que plagio esse desenho eo do Vinicius Marx

Alex disse...

Você quer ganhar reconhecimento plagiando man? Isso é errado, eu vii o original do Vinicius Marx..

Alexandre LHP disse...

Só acho que o Vinicius Marx quem desenhou essa traseira do opala. rs'

Designer Fillipe disse...

Eu nunca tinha visto o desenho do Vinicius para fazer essa projeção, e só soube do conhecimento do mesmo recentemente quando ele me enviou pelo facebook. Antes de falarem em plágio, procurem dar uma olhada no portfólio dos carros da Chevrolet no mundo e vão ver que o desenho da traseira é semelhante a de todos os sedans e cupês da marca. Expliquei isso a ele pelo facebook.